Adolescentes podem ter estrias? Como tratá-las?

É comum as pessoas associarem estrias à vida adulta, quando, infelizmente, elas são mais comuns do que se imagina ainda na adolescência.

Pois é, só que a adolescência não só é uma fase de descobertas e transformações no corpo como, também, é quando problemas como insegurança e autoestima costumam fazer parte da rotina de tantos jovens.

Por isso, qualquer problema, por menor que seja, acaba ganhando uma dimensão muito maior, seja acne, peso, altura e, até mesmo, estrias. Sim, as estrias são muito comuns nessa fase, mas, a boa notícia é que, na maioria das vezes, elas costumam sumir.

Como surgem as estrias em adolescentes

Embora, muita gente nem imagine, a verdade é que as estrias são até comuns nessa fase, e isso faz sentido, já que as elas surgem pelo rompimento das fibras colágenas localizadas na derme que não aguentam um grande estirão, seja por um aumento de peso ou tamanho, como é o caso de alguns adolescentes que, de uma hora para outra, apresentam um grande crescimento.

Uma coisa que é bom fazer, é usar o creme Silk Skin de forma preventiva desde cedo, ao perceber qualquer mudança de ganho de peso ou altura, começar a utilizá-lo, antes que as estrias surjam.

Assim, esse crescimento rápido acaba favorecendo a formação dessas estrias, um problema estético que pode vir a causar problemas emocionais, principalmente, por se tratar de adolescentes.

Mais uma vez, as mulheres são as mais prejudicadas, com as marquinhas aparecendo, geralmente, nas mamas, laterais do quadril, coxas e bumbum.

Enquanto nos meninos, as estrias costumam aparecer, geralmente, nas costas, ombros, bumbum e braços, com o crescimento muscular.

O fato é que as estrias costumam provocar constrangimento nos adolescentes que já vivem, normalmente, uma fase cheia de inseguranças, dúvidas e timidez.

Infelizmente, é muito difícil prevenir o surgimento das estrias, principalmente, porque cada corpo reage de forma diferente ao crescimento, e é impossível evitá-lo. Porém, é sempre bom apelar para o uso de cremes e hidratantes frequentemente que podem ajudar, ao deixar a pele mais hidratada.

Como tratar de forma segura e eficaz

É preciso entender que existem três tipos de estrias, que são as roxas, vermelhas e as brancas, cada qual exigindo um tipo específico de tratamento. E quanto mais cedo iniciar o tratamento, mais chances delas sumirem completamente.

Estrias roxas, por exemplo, são aquelas bem recentes, sendo muito fácil de tratar, com a aplicação de uma enzima sobre a estria e, em seguida, é realizado um processo de peeling na pele.

Embora as vermelhas também sejam recentes, portanto, ainda fáceis de tratar, elas não são tão fáceis como as roxas, com um tratamento um pouco mais dolorido, também feito com a  aplicação da enzima, mas associada à carboxiterapia.

Já, as estrias brancas, a única forma de tratar é com laser.

No mais, a dica é só tratar com um médico, que saberá indicar o melhor tratamento, assim como, analisar o progresso, ou não, do mesmo, e se precisa incluir outro procedimento paralelamente. E mais, o médico poderá, também, orientar quanto a alimentação, além de acompanhar cada caso de forma mais segura e eficaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *