A impotência pode ser causada por fatores externos?

Um estudo realizado no Brasil, concluiu que a maioria das pessoas (95%), tanto homens como mulheres, consideram que o sexo é muito relevante para o bom andamento da relação. O interessante é que na mesma pesquisa, foi constatado que a metade destas pessoas, consideram sua vida sexual insatisfatória.

Diante disto podemos afirmar que os relacionamentos sexuais passam por várias dificuldades comprometendo a satisfação e o desempenho dos parceiros nas mais variadas etapas da vida.

Entre os problemas mais comuns enfrentados destaca-se a disfunção erétil ou impotência sexual masculina, principalmente a partir dos 40 anos. Isto não significa que não atinge homens com menos idade.

A disfunção erétil ou impotência é diagnosticada quando homem não tem a capacidade de obter ou manter a ereção o pênis rígido o suficiente para realizar o ato sexual de forma satisfatória para ambos os parceiros.

Esta incapacidade deve ocorrer em pelo menos 50% das tentativas.  Episódios isolados e “falhas” eventuais não se enquadram neste diagnóstico.

A disfunção erétil pode ser causada por dois motivos: físicos e psicológico.

Médicos afirmam que a busca por ajuda é extremamente inferior ao número de casos de impotência. Por timidez os homens não buscam a solução do seu problema e muitas vezes isto só agrava o quadro.

Em primeiro lugar admita o seu problema (ou pelo menos a possibilidade). Procure um profissional da área (urologista) e exponha sua situação. Após investigação ele vai determinar seu diagnóstico, causa e tratamento. Você também pode procurar onde comprar Tittanus, um ótimo suplemento para melhorar o desempenho sexual.

Afinal, a impotência pode ser causada por fatores externos?

No caso da impotência causada por fatores psicológicos, sim. As principais causas psicológicas são: ansiedade, depressão, estresse, trauma, autoestima baixa e outros.

No caso de estresse por exemplo, você pode estar passando por uma pressão muito grande no ambiente de trabalho e isto acaba refletindo na sua capacidade de focar no momento da relação sexual.

Sabemos que o mundo caminha acelerado no campo da tecnologia e temos que acompanhar tudo que acontece. Parece que o ambiente de trabalho se tornou um ringue de competições onde só os melhores permanecem.

As responsabilidades aumentam a cada dia. Até mesmo os jovens estão sendo cometidos de disfunção erétil por questões emocionais de estresse, ansiedade e medo de “falhar”.

A melhor forma de resolver é procurar ajuda. Talvez seu tratamento seja através de medicamentos. Talvez seja necessário apenas reduzir a ansiedade, relaxar, fazer mais o que você gosta e lhe deixa feliz.

Qual é o tamanho médio do membro masculino

O tamanho importa? Esta questão tem sido tema de debates entre os homens, muitas pessoas se perguntam qual é o tamanho médio do membro do sexo masculino, há discussões, controvérsias e conflitos. O tamanho do membro pode condicionar o desfrute de relações sexuais? Antes de responder, pense novamente: para responder a essa pergunta de mil anos, a primeira coisa a saber é qual é o tamanho médio de um pênis normal, mas como podemos dizer que significa grande ou pequeno?

Como saber qual é o tamanho médio do membro masculino

Antes das consultas, há um ditado que resolve tudo: não importa o tamanho, mas como é usado. A frase inteligente e muito esclarecedora. Mas a verdade é que a técnica não é a única coisa que influencia quando o bom sexo é falado. A espessura do membro também é um elemento importante para que a penetração seja mais agradável e o atrito produzido pelo orgasmo do homem e da mulher seja gerado. Ambos devem fazer parte das características que contribuem para um encontro agradável.

O tamanho muda de acordo com a raça, mas o tamanho médio do membro masculino em estado de ereção deve ser entre doze e quinze centímetros de comprimento, muitos homens tem o pênis desse tamanho e fica querendo aumentar esse tamanho usando o libid gel, sem saber mesmo se o libid gel funciona para aumentar o tamanho do pênis. Um membro menor que 12 centímetros é considerado pequeno.

Se o membro exceder 15 centímetros de comprimento, pode ser considerado grande, mas quando atingir 19 centímetros ou mais é considerado um super pênis, daqueles que parecem tão bons em filmes pornográficos, no entanto, na vida cotidiana é bastante problemático para mulheres medianas.

Se este for o seu caso, é conveniente ter clareza sobre as posições sexuais do grande membro, para que você possa desfrutar da reunião completamente e evitar algum desconforto durante e após a relação sexual.

Muitos homens estão curiosos para saber as medidas de seus membros, então , para obtê-lo, você deve medir desde o nascimento do pênis até a glande ou ponta. É muito importante fazê-lo em um estado de ereção, que é finalmente o que importa no momento do sexo. Para estabelecer a espessura, ver um pouco atrás da glande e medir o diâmetro do corpo do pênis.

Certamente a técnica e a espessura são fundamentais para que o sexo seja agradável, mas a realidade é que a grande parte das emoções que ocorrem na penetração no caso das mulheres ocorre nos primeiros dez centímetros da vagina. Isso significa que uma mulher pode fazer pouco com um pênis de 17 centímetros, na verdade, é provável que o pênis cause desconforto e dor durante a penetração.

Por outro lado, um pênis de nove centímetros pode não ser completamente satisfatório, naturalmente dependerá do corpo de cada menina e, neste caso, também da espessura.

Quando os homens falam sobre a importância do tamanho dentro de medidas regulares, a resposta é: não, isso não importa. Se um homem tem um pênis de 13 centímetros ou 15 pouca diferença existe. Agora, se seu membro está inclinado para as extremidades, medindo 9 centímetros ou 18, é possível que tal comprimento seja um problema. Em tais casos, poderíamos dizer que isso é importante como é mostrado no site de beleza no brasil funplace, porém tudo dependerá da conexão que existe entre o casal e os níveis de prazer e prazer que são gerados entre eles.

Uma vez respondida a questão de quanto um pênis normal mede, devemos dizer que o tamanho médio do membro varão varia de acordo com o país, dependendo da raça e há diferenças realmente surpreendentes.

Veja mais detalhes nesse vídeo abaixo:

Maneira Simples de Aumentar o Pênis

Podemos conversar? Vamos ser real: o tamanho importa. Nós todos sabemos isso. Todos nós tentamos não pensar sobre isso, mas a verdade é que o tamanho realmente importa.

Há bilhões de reais da indústria para remédios masculinos e produtos para aumentar o tamanho de um pênis masculino, mas muitos deles simplesmente não funcionam, sendo um dos que funciona é o xtrasize que é um produto natural que ajuda sim aumentar o tamanho do pênis. Então, isso deixa os homens se perguntando, posso realmente aumentar o tamanho do meu pênis?

Bem, a resposta curta é sim.

De acordo com especialistas, a resposta longa tem a ver com o que você está fazendo com o seu órgão dado por Deus, a fim de mantê-lo, mantê-lo saudável e crescer ao longo do tempo.

Vamos falar sobre coisas que não funcionam:

• Esqueça os produtos de ampliação. . Três palavras simples: desperdício de tempo. Bem, mais três palavras: desperdício de dinheiro. Eles são caros e 99% deles são fraudes clínicas. Nenhuma pílula, poção, dispositivo ou exercício pode aumentar permanentemente um pênis. Alguns podem causar outros efeitos, como baixar o ritmo cardíaco ou aumentar a frequência cardíaca, o que fará com que você pense que está funcionando, mas é realmente agora.

• Esqueça a cirurgia. O realce total e alongamento, é caro (cerca de US $ 15.000) e problemático. A cirurgia de alongamento corta o ligamento que faz com que uma ereção se levante. Isso adiciona uma polegada ou mais, mas as ereções não são mais salutares. Eles apenas ficam pendurados entre as pernas e devem ser direcionados manualmente para aberturas eróticas. Realce girth leva gordura das nádegas e injeta sob a pele do pénis. Soa bem, mas muitas vezes o resultado é um pênis irregular e deformado. Sem mencionar que as horas extras podem causar problemas.

Então, com isso fora do caminho, o que você realmente pode fazer para aumentar o tamanho do pênis? Bem, vamos dar uma olhada em sua saúde geral, porque o tamanho do pênis tem muito a ver com isso:

• Pare de fumar. Flácida ou ereta, o tamanho depende da quantidade de sangue no órgão. Menos sangue significa um pênis menor. Fumar estreita as artérias, incluindo aquelas que levam sangue ao pênis. Fumar limita o fluxo de sangue para o órgão, o que o torna menor.

• Exercício conta. O exercício melhora a saúde arterial, permitindo mais sangue no pênis. Mas exercitar o pênis em si é inútil. A mídia sexual às vezes se refere ao pênis como o “músculo do amor”, sugerindo que, assim como o bíceps, certos exercícios podem melhorar. Mas existem diferentes tipos de tecido muscular. O pênis contém músculo liso, não do tipo que fica maior com o exercício. Perca a barriga grande, porque uma barriga grande invade a base do pênis, fazendo o órgão parecer menor. Perder gordura abdominal e seu pênis parece maior.

• Coma menos carne e queijo, e mais frutas, os vegetais. Uma dieta rica em gordura animal aumenta o colesterol, o que estreita as artérias, incluindo as que levam sangue ao pênis. Tente passar um dia ou dois por semana sem carne ou queijo. E coma de cinco a oito porções diárias de frutas e legumes. Eles contêm antioxidantes que ajudam a manter as artérias abertas.

• Abrace o relaxamento meditativo. As artérias que transportam o sangue para o pênis são cercadas por tecido muscular. Quando os homens se sentem ansiosos (inclusive se preocupando com o tamanho do pênis), esses músculos se contraem, contraindo as artérias e reduzindo o influxo e o tamanho do sangue. Mas quando os homens relaxam profundamente, esses músculos também relaxam,…

No vídeo abaixo, mostra como fazer o pênis crescer naturalmente

Problemas de Impotência e Disfunção Erétil

Problemas de ereção (impotência) são muito comuns, particularmente em homens com mais de 40 anos. Geralmente não é nada para se preocupar, mas você deve ver um clínico geral se continuar acontecendo.

Causas de problemas de ereção

A maioria dos homens ocasionalmente não consegue obter ou manter uma ereção.

Isso geralmente é devido ao estresse, cansaço, ansiedade ou beber muito álcool, e não é nada para se preocupar.

Se isso acontecer com mais frequência, pode ser causado por problemas físicos ou emocionais.

Como clínicas de saúde sexual podem ajudar com problemas de ereção

Clínicas de saúde sexual tratam problemas genitais. Eles podem fornecer o mesmo tratamento que você teria em sua cirurgia de GP.

Muitas clínicas de saúde sexual oferecem um serviço walk-in, onde você não precisa de um compromisso. Eles costumam obter resultados de testes mais rápidos do que as práticas de GP.

O que acontece na sua consulta?

O médico ou enfermeiro perguntará sobre seu estilo de vida e relacionamentos e sobre quaisquer problemas que você possa ter.

Eles vão realizar exames básicos de saúde, como tomar sua pressão arterial. Eles também examinarão seus genitais para descartar qualquer causa física óbvia.

Se você tiver sintomas como necessidade de fazer xixi com mais frequência, seu médico também pode precisar examinar sua próstata.

O tratamento para problemas de ereção depende da causa

Os tratamentos para a disfunção erétil são muito melhores do que costumavam ser e o problema geralmente desaparece.

Suplementos como Max Power são freqüentemente usados ​​pelos médicos para tratar a disfunção erétil. Também está disponível em farmácias.

Devido a mudanças nos regulamentos, você não precisa mais de receita médica para receber o sildenafil. Mas você terá que ter uma consulta com o farmacêutico para se certificar de que é seguro para você levá-lo.

Existem outros medicamentos similares chamados tadalafil (Cialis), vardenafil (Levitra) e avanafil (Spedra) que funcionam de maneira semelhante. Você ainda precisará de receita médica para receber esses medicamentos.

As bombas de vácuo funcionam?

Bombas de vácuo incentivam o sangue a fluir para o pênis, causando uma ereção. Eles trabalham para a maioria dos homens e podem ser usados ​​se a medicina não for adequada.

Eles nem sempre estão disponíveis no NHS. Fale com seu médico sobre onde conseguir um.

Problemas emocionais (psicológicos)

É mais provável que seja um problema emocional se você só tiver problemas de ereção durante algum tempo – por exemplo, você ainda tem ereções no período da manhã, mas não durante a atividade sexual.

Ansiedade e depressão podem ser tratadas com aconselhamento e terapia cognitivo-comportamental (TCC).

Seu médico pode recomendar terapia sexual, seja sozinha ou em combinação com outra psicoterapia.

Geralmente, há uma longa espera por esses serviços no NHS.

Você também pode pagar para ver alguém em particular.

7 Truques Para Durar Mais na Cama

O ato sexual é intensamente agradável e necessário para a reprodução. Não é de admirar que todos os homens tentem fazê-lo durar na cama o maior tempo possível.

Infelizmente, muitos homens temem que atingir o orgasmo seja muito precoce durante a relação sexual, tanto que nenhuma satisfação é alcançada.

Por essa razão, é essencial aprender sobre métodos naturais para aumentar a capacidade de resistir à cama.

Estes métodos são formas alternativas de aumentar o desempenho sexual antes de ter que ir a um médico para prescrever medicamentos ou recomendar o tesao de vaca que é um afrodisíaco natural que ajuda a melhorar o desempenho sexual tanto masculino, quanto feminino que também se destinam a resolver o problema.

Como durar mais tempo na cama: 7 truques

Aqui estão sete dicas úteis para durar mais tempo durante o ato sexual, confiando única e exclusivamente em suas habilidades naturais.

1. Tente deixar todos os problemas fora das folhas

Sabe-se que fazer sexo é um anti-stress natural, graças à liberação de endorfinas pelo cérebro durante a relação sexual.

No entanto, ela também pode se tornar uma fonte de estresse e a tensão excessiva que é criada entre os lençóis pode arruinar um momento tão emocionante: remover todos os pensamentos negativos e problemas da vida diária melhorará muito o desempenho sexual.

2. Levar uma vida saudável

Uma dieta saudável e equilibrada, que inclui a ingestão de frutas e legumes, proteínas e alimentos integrais efetivamente reduz o estresse, aumenta a energia e, consequentemente, a duração do desempenho sexual.

Também é importante evitar álcool e drogas antes da relação sexual.

Você quer durar mais na cama? Você quer decidir quando vir?

3. Pare de pensar intensamente sobre alcançar o orgasmo

Durante o desempenho sexual, pensar intensamente sobre a obtenção do orgasmo pode até mesmo bloquear o ato ou torná-lo desagradável.

Não coloque nenhuma resistência mental e deixe-se levar pelas sensações e o prazer do momento certamente tornará a performance mais duradoura.

4. A técnica do kegel

Investir em um treino direcionado para aumentar a resistência sexual através do exercício de Kegel , além de ser particularmente útil para resolver o problema da duração de um relacionamento, também aumenta a intimidade e a confiança na vida de um casal em um nível sexual.

O famoso exercício de Kegel consiste em apertar repetidamente os músculos envolvidos no momento da ejaculação.

Este exercício também pode ser realizado fora da relação sexual, parando e iniciando o fluxo de urina no banheiro, de modo a treinar o pênis durante a penetração.

5. Outros truques contra a ejaculação precoce para durar mais tempo na cama

A ejaculação precoce (EP) é o problema sexual mais comum que envolve particularmente a duração da relação sexual.

Existem várias técnicas conhecidas por retardar a resposta sexual:

– método de respiração profunda que consiste em profundamente inspirar profundamente nos pulmões a um ritmo lento até que a frequência cardíaca desacelere

– Parar e iniciar o método que consiste em atingir o orgasmo não completamente, até atingir um nível de emoção para entender quanto tempo é necessário para alcançá-lo com o parceiro

– técnicas tântricas destinadas a estabelecer uma conexão íntima através de movimentos do corpo durante o ato sexual. Descobrir os vários níveis de excitação do parceiro ajuda a controlar a duração da relação sexual e a melhorar a realização do orgasmo.

6. Pré-preliminares antes do relatório

Preliminares sexuais referem-se a todas as práticas sexuais e efusões, que não levam necessariamente a um relacionamento completo e desempenham um papel fundamental antes do desempenho sexual, pois aumentam a excitação entre os parceiros.

Consistem principalmente em técnicas simples de sedução erótica, como efusões e carícias, e complexos como a identificação e obtenção de prazer através da estimulação de zonas erógenas.

Os órgãos genitais são as zonas erógenas mais óbvias e descontado, mas também muitas outras partes do corpo que não estão envolvidos na reprodução, são sensíveis ao toque erótico: especialmente a pele, a área interna da coxa, pescoço, seios, mamilos e do períneo .

Por isso, pode ser uma ajuda válida para se concentrar mais na qualidade do ato sexual , em comparação com a duração, dedicando tempo às preliminares.

7. Use métodos contraceptivos e medicamentos para resolver o problema

Apesar das boas e velhas técnicas acima mencionadas, elas tendem sempre a funcionar, por vezes o problema da duração de uma relação sexual só pode ser resolvido através do uso de métodos farmacológicos puramente químicos:

– preservativos com benzocaína : graças ao conteúdo desta droga na ponta superior do preservativo é um ligeiro anestésico com efeito paralisante, que tende a retardar a resposta sexual

– drogas contra a ejaculação precoce : tópica, que se aplicam ao pênis, um momento antes da relação sexual, o que ajuda a gerenciar melhor a duração do relacionamento através da dessensibilização das terminações nervosas

– medicamentos antidepressivos : tomados algumas horas antes do ato sexual tendem a atrasar o orgasmo, o que para alguns homens é um efeito colateral incômodo, enquanto que para outros pode ser uma boa maneira de administrar melhor a duração de seu desempenho .

Graças a estes truques simples, poderá atrasar a sua ejaculação e ter uma relação sexual satisfatória, não só para si mas também para o seu parceiro.

Antes de sair, você já baixou o Relatório Livre para durar mais tempo?

Se você quer um monte de técnicas práticas, simples de aplicar, para durar muito mais tempo na cama, há um Relatório Livre esperando por você, o relatório “Como Fazer Mais”.

Alimentos que ajudam a melhorar o desempenho sexual

Problemas relacionados ao desempenho sexual são cada vez mais comuns em um mundo onde as pessoas estão sempre ocupadas ou preocupadas com algo. No entanto, existem diversas maneiras de driblar esses problemas. Como por exemplo, fazer uso de alimentos que ajudam a melhorar o desempenho.

É possível que você já tenha ouvido falar sobre a existência de alguns alimentos que ajudam a melhorar o desempenho sexual, mas não saiba exatamente quais são eles. Se este é o caso, neste artigo mostraremos alguns deles e como eles funcionam no seu organismo.

Quais são os alimentos que ajudam a melhorar o desempenho sexual?

Provavelmente você já ouviu dizer que chocolate, ostras e outros alimentos são afrodisíacos, ou seja, aumentam o desejo, melhorando o desempenho sexual. Mas será que você realmente conhece uma boa quantidade de alimentos que promovem esse resultado? Veja a seguir quais são os principais alimentos que ajudam a melhorar o desempenho sexual:

  • Chocolate: estimula a produção de serotonina, hormônio do bem-estar, aumentando, consequentemente o desejo;
  • Ostras e frutos-do-mar: esses alimentos contam com uma grande quantidade de um mineral chamado zinco, muito eficiente no combate a infertilidade e aumento do desejo;
  • Banana: fruta rica em magnésio, um elemento que promove uma vasodilatação, aumentando a capacidade de ereção;
  • Café: um conhecido estimulante físico que também pode ser usado para aumentar o desempenho sexual;
  • Aspargos: vegetal rico em vitamina B3 que, assim como a banana, também promove uma vasodilatação sanguínea, melhorando o desempenho sexual masculino;
  • Melancia: esta fruta vem sendo chamada de ‘Viagra natural’, isso porque ela é repleta de citrulina, um elemento que permite ao homem prolongar em média quase 4 minutos sua ereção;
  • Gengibre: um poderoso estimulante natural que, além de possuir função termogênica ainda promove uma maior circulação sanguínea, aumentando a potência da ereção;
  • Alho: de acordo com nutricionistas, o consumo do alho aumenta o fluxo sanguíneo, o que promove melhores ereções;
  • Oleaginosas: as castanhas, amêndoas, nozes, avelãs, etc., são ricas em vitamina B3, assim como os aspargos, ou seja, elas também aumentam a vasodilatação melhorando a ereção;
  • Especiarias: alguns temperos como canela, noz-moscada, cravo da Índia e mostarda aumentam a produção de testosterona, elevando consequentemente o desejo sexual.
  • Pimenta cayenna: assim como a maioria das pimentas e alimentos picantes, a pimenta cayenna atua como um excelente estimulante sexual natural;
  • Guaraná (natural): o guaraná natural é rico em substâncias estimulantes, como a cafeína, que aumentam a circulação sanguínea e atuam diretamente no sistema nervoso, promovendo uma grande excitação.

Para potencializar ainda mais o desempenho sexual vale a pena tomar Power Blue diariamente além de comer os alimentos acima, isto com certeza vai te dar outro ritmo na cama.

Existem ainda mais uma infinidade de alimentos que ajudam a melhorar o desempenho sexual, se você quiser entender melhor a respeito acompanhe o vídeo a seguir e saiba mais: